O tipos de nados

O tipos de nados

Você conhece os estilos de nado?

 

Muitas pessoas não sabem mais a natação é uma modalidade considerada quase completa para o corpo, ou seja, é um tipo de exercício físico onde são usados todos os músculos do corpo, por isso nadar trás uma série de benefício físicos e mental.

É uma ótima opção para pessoas com algumas restrições, por exemplo, pessoas que não podem  atividades de impacto, obesidade, osteoporose e hipertensão, são alguns casos. Essas doenças com a prática da natação praticamente diminuem muito seus sintomas ou até mesmo deixam de existir.

 

NADO LIVRE OU CRAWL

 

O nome já diz tudo: nado livre. É o que apresenta mais simplicidade nos movimentos e é o estilo de natação mais rápido.

Os braços tem 4 fases que torna o nado mais dinâmico:

Entrada – Entrada da mão na água e início do movimento de deslocamento da mão para trás;

Puxada – Início do movimento da mão para trás, até a mão chegar abaixo do ombro;

Empurrada – Alinhamento da mão com o ombro, até a finalização da propulsão próximo a perna;

Recuperação – Momento de saída da mão da água e vai até a entrada da mão, novamente.

No nado crawl a técnica da braçada e respiração é trabalho que precisa ser constantemente treinado.

 

NADO DE COSTAS

 

Trata-se de estilo não muito rápido. O nível de complexidade de movimentos é maior que o do nado livre.

Até pode parecer fácil, mas devido a dificuldade das percepções dos movimentos dentro da água e incerteza para onde se está indo, cria movimentos engessado e descoordenado, precisando de muita prática e treino.

A parte da frente do corpo fica fora da água e as batidas da perna tem mais importância para dar velocidade, por isso o joelho deve ficar para fora o tempo todo.

O braço se mantém estendido e depois é levantado sempre na linha do ombro fazendo uma rotação.

 

NADO PEITO

 

É o estilo de natação mais lento por conta da complexidade de movimentos. Habilidade de respiração adequada é considerada elemento essencial para bom nado nesse estilo.

Se assemelha ao movimento de uma rã. Porém, por ser um movimento não convencional para os membros inferiores, responsável pela maior propulsão, é comum ter lesões com esse estilo.

O braço faz um movimento para fora, para baixo e  para cima novamente com retorno em uma posição alongada.

A batida de perna do nado peito é provavelmente a mais difícil para dominar, sincronizar com o tronco e braço então leva um certo tempo. O movimento da perna é simultânea e às vezes é descrita como uma chicotada.

 

NADO BORBOLETA

 

Para nadar esse estilo, o praticante precisa de muita força e flexibilidade musculares, por isso, é considerado o estilo mais difícil de ser nadado.

O movimento das pernas do nadador ficam juntas e se movem simultaneamente, uma batida forte para baixo e para cima gerando propulsão para frente.

O movimento do braço é simultâneo com ambos retornando ao longo da linha da água e as mãos do nadador entram na água alinhadas à linha do ombro.

A respiração do estilo começa quando os braços começam a se mover para fora da água e o nadador terá respirado durante o início do retorno do braço.

 

MEDLEY

 

Esses quatro tipos de nados são os mais praticados e conhecidos, todos possuem suas provas na olimpíadas, acrescentando o medley, nesta prova o os competidores usam os quatros, começando pelo costas, peito, borboleta e finalizando no crawl.

CONTATO

* Campos obrigatórios

Whatsapp - (17) 99787-6405
(17) 3227 1222 | (17) 3227 1490
aquaticasjp@terra.com.br


Rua Felício Antônio Siqueira, 1900
Jardim Walquíria
São José do Rio Preto